Conversas com artistas da cena em formação encerra 3º ciclo debatendo “Autoridade do professor”

Último vídeo do terceiro ciclo de debates estreia na próxima segunda-feira (14), às 19h, no YouTube do Porto Iracema das Artes. Convidado deste terceiro episódio é o ator e diretor Filipe Codeço

O Conversas com artistas da cena em formação, projeto que discute os percursos de aprendizagem de atrizes e atores, lança o último vídeo do terceiro ciclo de debates na noite da próxima segunda-feira (14). A temática do debate é “Autoridade do professor”, que terá como convidado o ator e diretor carioca Filipe Codeço, em um bate-papo virtual com o professor de teatro (UFC), Tiago Fortes. O episódio de encerramento vai ao ar no canal do YouTube da Escola, podendo ser assistido a partir das 19h.

Desenvolvendo trabalhos que atravessam as linguagens do teatro e do cinema, mestre em Artes Cênicas (UNIRIO) e com uma carreira que já soma 22 anos, Codeço está desenvolvendo o seu segundo longa-metragem, obra que é precedida pelo filme “Estamos Vivos” (2017). Como referências em sua bagagem, estão pesquisadores como o filósofo Jacques Derrida e o professor e autor Jorge Larrosa.

O artista transdisciplinar participa do episódio falando sobre as suas trajetórias de aprendizagem, percalços encontrados e o desenvolvimento de valores e metodologias próprias. As temáticas centrais da tese de doutorado de Tiago Fortes têm sido o ponto de partida dos diálogos de todo o projeto online. A pesquisa resultou no livro “A condição do ator em formação: por uma fenomenologia da aprendizagem e uma politização do debate”, recém publicado pela Paco Editorial.

Conversas com artistas da cena em formação

Os dois primeiros ciclos do projeto Conversas com artistas da cena em formação, conduzido por Tiago Fortes, foram lançados semanalmente, cada um com um ator ou uma atriz. Os vídeos estão disponíveis no canal do YouTube do Porto Iracema das Artes.

Com 4 episódios promovidos durante o mês de agosto deste ano, o primeiro ciclo de debates pode ser assistido. Na sequência, o segundo ciclo foi divulgado em setembro, com 3 episódios, e pode ser acessado. Os outros episódios do ciclo atual, que passou ao formato quinzenal de divulgação, podem ser conferidos. Confira a playlist completa:

Um desdobramento do “Poéticas de Coexistência – Artes Cênicas (Ato 1)”, evento realizado virtualmente em junho no Youtube da Escola, o Conversas com Artistas da Cena em Formação é uma realização do Laboratório de Teatro do Porto Iracema das Artes em parceria com o Curso de Teatro-Licenciatura da UFC.

Sobre Filipe Codeço

Filipe Codeço é um ator e diretor que desenvolve sua carreira em um constante trânsito entre o teatro e o cinema. Graduado e mestre em Artes Cênicas pela UNIRIO, Filipe iniciou sua trajetória artística como ator, aos 14 anos, em 1998. De lá para cá participou de diversos projetos, com os quais os quais percorreu o Brasil e o exterior. Dentre os seus principais trabalhos, destacam-se o longa-metragem “Estamos Vivos” (2017), onde assina direção e fotografia; o espetáculo “Aos Pássaros” (2017), onde atua e é um dos idealizadores; o “Projeto Cérbero”, um coletivo de cinema experimental, com o qual realiza 18 filmes (entre curtas e médias) entre os anos de 2009 e 2011; Recentemente desenvolveu uma solo-performance para o Estúdio Cabaret Voltaire do Tempo Festival, atuou no infantil “Quem Disse?”, no espetáculo “Rio do Samba ao Funk”, fez uma participação na série “Impuros” da FOX e está em processo de edição de seu segundo longa-metragem.

Sobre Tiago Fortes

É professor adjunto do Curso de Teatro-Licenciatura da Universidade Federal do Ceará. Doutor em Artes da Cena pela UNICAMP e Mestre em Teatro pela UNIRIO. Autor do livro “A Condição do Ator em Formação: por uma fenomenologia da aprendizagem e uma politização do debate”. Em sua trajetória acadêmica já participou da publicação de livros, revistas e congressos nacionais e internacionais como Congreso Internacional y Congreso Nacional de Teatro (IUNA-ARG) e Congresso Brasileiro de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas (ABRACE). Seus trabalhos cênicos já participaram de festivais como Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, Festival Atos – Campina Grande (PB), Mostra Sesc Cariri, Festival de Teatro de Fortaleza e Bienal Internacional de Dança do Ceará. Destacam-se os trabalhos “Como Representar os Negros?, “As Suplicantes” e “De Santiago do Chile, 1973” como diretor e “O Coração Denunciador” e “Cartas do Asilo” como ator.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há sete anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O que: Conversas com artistas da cena em formação encerra 3º ciclo debatendo “Autoridade do professor”
Quando: segunda-feira, 14, às 19h
Onde assistir: Canal do YouTube do Porto Iracema das Artes

Equipe de Assessoria de Comunicação do Porto Iracema das Artes | Texto: Pedro Victor Lacerda (estagiário) | Supervisão e edição: Raphaelle Batista

Publicado em 09/12/2020