“E aí, tá funcionando?”: Porto Iracema estreia novo episódio do projeto Conversas com Artistas da Cena em Formação

Vídeo inédito vai ao ar no dia 13 de maio, às 19h, no YouTube da Escola. Os artistas Tiago Fortes e Patrícia Ubeda são os convidados da rodada

Olhemos um instante para o sentido do verbo ‘funcionar’: quando perguntamos como uma determinada máquina funciona, não estamos nos referindo exatamente ao sucesso de sua execução, mas à própria execução, ou seja, como colocá-la em funcionamento, em trabalho. Se trouxermos essa lógica para a experiência do ator, podemos dizer que o que está em jogo não é o sucesso ou fracasso da mesma, mas como fazê-la entrar em funcionamento, como instaurá-la, como fazê-la existir. Não é uma questão de saber se foi bom ou ruim, mas de saber se foi. Ao invés de simplesmente pensar: ‘está ruim’ ou ‘está bom’, se perguntar o que exatamente está acontecendo.

É sobre isso que os artistas Tiago Fortes e Patrícia Ubeda conversam na quinta-feira, 13 de maio, no novo episódio do 4° ciclo do projeto “Conversas com Artistas da Cena em Formação”. O vídeo, cujo título é “E aí, tá funcionando?”, será transmitido ao vivo no YouTube da Escola, a partir das 19h.

”Fazer essas conversas têm sido uma enorme descoberta para mim. Não tem uma separação entre academia e boteco”, brinca Tiago Fortes sobre como funciona o projeto. Conforme o professor, discutir sobre as dinâmicas, exercícios e processos criativos no Teatro é o objetivo do encontro. ”O que implica dizer que um exercício não funcionou? Quais são os parâmetros, os critérios, que balizam essa avaliação? Eles são universais”, indaga Tiago.

Na nova rodada, as experiências do mundo do trabalho de artistas brasileiros e como os conceitos de ”sucesso” e ”fracasso” influenciam suas jornadas estarão em pauta. ”Tem essa ideia da sala de aula como espaço de avaliação mútua, onde alunos e alunas exercitem a compreensão do que funciona no meu trabalho como ator, atriz”, complementa o artista.

Conversas com artistas da cena em formação

O projeto online “Conversas com artistas da cena em formação” é um desdobramento do “Poéticas de Coexistência – Artes Cênicas (ato 1)”, encontro virtual realizado em junho de 2020 nas redes sociais da Escola Porto Iracema das Artes. A realização é do Laboratório de Teatro em parceria com o Curso de Teatro-Licenciatura da Universidade Federal do Ceará (UFC).Os três últimos ciclos já reuniram 10 convidados que integraram as discussões de cada episódio temático, lançados nos meses de agosto, setembro, novembro e dezembro de 2020.

Conheça os convidados:

Patrícia Ubeda

Patrícia Ubeda é atriz, palhaça, pesquisadora. Graduada em Interpretação Teatral pela UNIRIO, passou pelos cursos de Cenografia na mesma universidade e Direção Teatral na UFRJ. Desde 2000, se concentra na pesquisa do jogo da máscara, do palhaço, o humor e o teatro físico. Como atriz atuou 7 anos com o Grupo Te Conto Umas e trabalhou em produções do Teatro de Nós, Grupo Milongas, Arrastão de Ideias, Teatro Número Três, Cia dos Bondrés e Os Inclusos e Os Sisos.

Em 2016 Patrícia atravessa o oceano atrás das suas raízes! Desde então, ela é integrante da equipe de doutores palhaços da Operação Nariz Vermelho em Lisboa, onde é feliz ao lado do seu ukulele Jorge. Em 2018 e 2019 participou na criação e atuou no espetáculo Hamlet, da Cia do Chapitô. Em 2017, Patrícia teve a sorte de encontrar os Improváveis (PT) e começa a estudar Teatro de Improviso. Pronto! Outra Paixão. Desde 2019 aparece aqui ali nos palcos d’Os Improváveis, Cardume e JokeBox.

Tiago Fortes

É professor adjunto do Curso de Teatro-Licenciatura da Universidade Federal do Ceará. Doutor em Artes da Cena pela UNICAMP e Mestre em Teatro pela UNIRIO. Autor do livro “A Condição do Ator em Formação: por uma fenomenologia da aprendizagem e uma politização do debate”. Em sua trajetória acadêmica já participou da publicação de livros, revistas e congressos nacionais e internacionais como Congreso Internacional y Congreso Nacional de Teatro (IUNA-ARG) e Congresso Brasileiro de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas (ABRACE). Seus trabalhos cênicos já participaram de festivais como Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, Festival Atos – Campina Grande (PB), Mostra Sesc Cariri, Festival de Teatro de Fortaleza e Bienal Internacional de Dança do Ceará. Destacam-se os trabalhos “Como Representar os Negros?, “As Suplicantes” e “De Santiago do Chile, 1973” como diretor e “O Coração Denunciador” e “Cartas do Asilo” como ator.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há sete anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

SERVIÇO

O quê: “E aí, tá funcionando?”: Porto Iracema estreia novo episódio do projeto Conversas com Artistas da Cena em Formação
Quando: 13 de maio (quinta-feira), às 19h
Onde assistir a conversa: YouTube da Escola
Evento online e gratuito

 

Equipe de Assessoria de Comunicação do Porto Iracema das Artes | Texto: Gabriela Feitosa (estagiária) | Supervisão e edição: Raphaelle Batista | Publicado em 04/05/2021.