Filmes sobre democracia serão exibidos no Porto Iracema das Artes

Foto: Bruno Miranda

Os curtas e longas-metragens documentais integram a 1ª Mostra Taturana de Cinema, que acontece nos dias 23 e 30 de outubro e 6 de novembro, em Fortaleza

O Pátio do Porto Iracema das Artes será palco de exibições da 1ª Mostra Taturana de Cinema, na Mostra 2019 de Cinema Pela Democracia. O evento é organizado pelas instituições Taturana Mobilização Social e Pacto pela Democracia, e também encontra parceria na empresa de cinema e audiovisual paulista Spcine. A mostra reúne curtas e longas-metragens documentais que têm como tema algum aspecto latente sobre a democracia. O acesso é gratuito e aberto a todos os interessados, sempre a partir das 18h.

No dia 23 de outubro serão exibidos dois filmes que tomam como enfoque o combate à violência de estado: “América Armada” (90min), de Alice Lanari e Pedro Asbeg, e “Lembra” (10min), de Leonardo Martinelli. No fim do mês, dia 30, será a vez dos questionamentos sobre o direito ao protesto guiarem a curadoria da exibição. Para essa discussão temática, foram selecionados “Espero tua (re) volta” (93min), de Eliza Capai, e “Negrum3” (22min), de Diego Paulino.

“Cultura e liberdade de expressão” é o tema escolhido para os filmes do dia 6 de novembro, quando serão exibidos “SLAM – Voz de levante” (81min), dirigido por Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva, e “Beat é protesto – o Funk pela ótima feminina”, de Mayara Efe. Sempre após as sessões, acontecerão debates em torno dos assuntos abordados nos filmes.

Sobre a Escola
O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Conheça mais sobre os eixos temáticos da Mostra:

Combate à violência de estado
O documentário “América Armada” aborda o cotidiano de ativistas de três países que vivem em comunidades/favelas e lutam para combater os execessos cometidos pelo Estado no campo da Segurança Pública. Já o curta “Lembra” demonstra que a presença das forças armadas no Rio de Janeiro interfere diretamente no cotidiano dos moradores das favelas, mas não impacta frontalmente a vida de moradores das áreas mais nobres da cidade.

Direito ao protesto
“Espero tua (Re)volta” permite, ao mesmo tempo, acessar o relato vivo de uma juventude em luta e os exemplos da sofisticação e articulação dos mecanismos de repressão do Estado. Os jovens estudantes expõem seus corpos à luta e trazem a luta para seus corpos, assim como o corpo negro retratado no curta “Negrum3” também representa a ideia de resistência: em um país marcado pela homofobia e genocídio da população negra, expor o próprio corpo, vivo, é um ato de protesto.

Cultura e liberdade de expressão
A expressão cultural e o fazer artístico, em contextos de desigualdades, racismo e segregação, podem ser formas de resistência, protesto, reconhecimento e construção de vínculos sociais com o território e com outros grupos. Os slams, batalhas de poesia falada realizadas nas ruas e em performances, fazem parte dessas manifestações. Feitos por poetas principalmente de periferias, abordam de forma crítica temas como racismo, violência, drogas, machismo e homofobia. O longa “SLAM – Voz de Levante” acompanha a trajetória da poeta Luz Ribeiro, cujas letras fazem parte da vertente negra e feminista do movimento. Da mesma forma, o curta “Beat é Protesto” aborda, pela ótica de mulheres artistas do funk, questões como mercado, corpo, sexualização, carreira, preconceito contra favelas, bairros periféricos e os fluxos (bailes de rua).

Serviço
O quê: Filmes sobre democracia serão exibidos no Porto Iracema das Artes
Quando: Dias 23 e 30 de outubro e dia 6 de novembro, sempre a partir das 18h
Onde: Pátio do Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, nº 160 – Praia de Iracema)
GRATUITO

Quarta-feira, 23 de outubro
>>> Sessão temática – “Combate à violência de estado”
18h > Pátio do Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema) > Gratuito

Quarta-feira, 30 de outubro
>>> Sessão temática – “Direito ao protesto”
18h > Pátio do Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema) > Gratuito

Quarta-feira, 6 de novembro
>>> Sessão temática – “Cultura e liberdade de expressão”
18h > Pátio do Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema) > Gratuito

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Glauber Sobral
Publicado em 18/10/2019