Vacilant faz pré-lançamento do álbum “Tempo Bravo” na MOPI 8

Foto: Taís Monteiro

O álbum visual, fruto da pesquisa Vacilant investiga o tempo, será exibido no dia 28 de maio, às 18h, no canal da Escola no Youtube. Esta é a 8° edição da Mostra de Artes do Porto Iracema, que encerra o período letivo da escola. O lançamento nas plataformas de streaming acontece em agosto.

Vacilant se propôs a vasculhar o tempo. É assim que a banda relata sua experiência no Laboratório de Música do Porto Iracema das Artes: “Investigamos, de forma mais específica, a duração do tempo. E é um tema espinhoso. A sensação e a duração de uma experiência não se mede pela régua do tempo cronológico, medida definida em um acordo comum e silencioso entre nós viventes”, explana o grupo. No álbum visual “Tempo Bravo”, fruto dos encontros e experiências na Escola, a banda decidiu se debruçar sobre outro tempo que não o do relógio.

O pré-lançamento do trabalho acontece durante a Mostra de Artes do Porto Iracema (MOPI), no próximo dia 28 de maio, às 18h, no canal do YouTube da Escola. Esta é a 8° edição da MOPI, maratona artística que encerra o período letivo com uma grande mostra dos trabalhos realizados por alunos e artistas que integraram os processos formativos no Porto.

Vacilant é formada por Clau Aniz, Felipe Couto, Taís Monteiro, Tuan Fernandes e Yuri Costa produzindo sons, imagens e palavras. A banda, que recebeu a tutoria da produtora e multiartista Maria Beraldo, convidou os realizadores audiovisuais AMORFAS e insiraseunomeaqui para se juntar ao grupo, criando vídeos para duas das seis músicas apresentadas.

Foto: Taís Monteiro

A investigação sonora-imagética deságua no álbum e, também, em um vídeo-ensaio. “Tempo Bravo” é o nome do álbum, o nome do vídeo, o nome da experiência da tentativa do grupo de investigar ”o que não se controla, o que é selvagem, de outra matéria jamais entendida”. Tempo Bravo é, ainda, a primeira música. Seguida de Sangradouro, Serviços Essenciais, Sopa de Ossada, Imagem Roubada (interpretação de Cidadão Instigado) e Corredeira. Essa é a ordem. Ainda durante a apresentação no dia 28, a banda mostrará um primeiro corte do filme com as músicas da obra que será lançada nas plataformas de streaming em agosto.

Mona Gadelha, coordenadora do Laboratório de Música, conta que considera surpreendente e um exemplo de reinvenção e adaptação o projeto do Vacilant, que transcorreu durante a pandemia. ”O trabalho de pesquisa inclui incursão por múltiplas linguagens, da moda ao cinema, da música experimental e até filosofia”, acrescenta. Para a também artista, essa é uma experiência que contribui para a cena de música experimental e eletrônica do Ceará e expansão para o mundo.

Reinvenções

Foto: Taís Monteiro

E falando em processo de construção, planejamento e adaptações necessárias devido à pandemia da Covid-19, Yuri Costa, integrante da Vacilant, revela que o projeto passou por muitas mudanças desde a seleção no Laboratório. ”Junto a essas adaptações, surgiram novas ideias que geraram novas estéticas ao trabalho. Nossa primeira grande mudança foi propor para a Escola que a apresentação da banda na MOPI fosse substituída pela exibição de um álbum visual produzido por nós”, complementa. Essa tem sido uma novidade em todos os projetos do Porto Iracema na 8° edição da Mostra. Por causa do contexto de isolamento, todos os artistas precisaram reeinventar seus processos de criação e, claro, como apresentam os resultados das pesquisas.

No caso da Vacilant, houve o convite para que realizadores audiovisuais se juntassem à banda para criação de dois vídeos. O vídeo das outras quatro músicas do álbum foram feitas pelos próprios integrantes da banda, buscando envolver todos os filmes em uma narrativa que acompanha as composições musicais. Todas as músicas foram trabalhadas na plataforma Zoom, em encontros semanais, assim como o processo de pesquisa, pré-produção e pós produção – tudo feito em casa.

Produzir um álbum visual com músicas inéditas em meio ao luto de várias mortes diárias foi uma caminhada muito árdua, mas feita com muita dedicação, principalmente ao lembramos o privilégio de termos a ajuda da Escola Porto Iracema das Artes nessa empreitada que foi produzir arte na pandemia”, reconhece Yuri.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há sete anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

SERVIÇO

O quê: Vacilant faz pré-lançamento do álbum ”Tempo Bravo” na MOPI 8
Quando: 28 de maio, sexta-feira, às 18h
Onde: canal no Youtube do Porto Iracema das Artes
Gratuito e aberto ao público.

 

Equipe de Assessoria de Comunicação do Porto Iracema das Artes | Texto: Gabriela Feitosa | Supervisão: Raphaelle Batista | Publicado em 21/05/2021