Yuri Juatama lança livro de fotografias sobre o bairro Serrinha no YouTube do Porto Iracema

A live de lançamento será em 6 de abril, terça-feira, às 17h, no Canal do YouTube da Escola. Autor de “Serrinha Luz e Cores”, Yuri Juatama tem passagem pela Escola em cursos de fotografia e audiovisual

Produzir uma nova perspectiva imagética sobre a própria comunidade através da fotografia. Foi com esse objetivo que surgiu um projeto independente, que carrega o nome desse lugar: “Serrinha Luz e Cores”. Três anos após sua criação, em 2018, a iniciativa idealizada por Yuri Juatama, fotógrafo e artista visual, ganha uma segunda forma através de um livro homônimo de fotografia. O lançamento da obra acontece no YouTube da Escola Porto Iracema das Partes, no dia 6 de abril, terça-feira, às 17h.

Além do autor, a live contará com a presença da curadora independente Ana Aline Furtado e terá mediação da coordenadora dos Cursos Básicos de Artes Visuais, Carolina Vieira, e da coordenadora do Programa de Fotopoéticas, Iana Soares.

“Serrinha Luz e Cores” é um ensaio fotográfico, documental e poético que passou por um amadurecimento estético e também no seu “fazer”, como explica Yuri, que atribui o trabalho a uma realização coletiva. “Penso que é um trabalho da Serrinha e não apenas sobre ela, no sentido de ser algo construído com a comunidade”, diz o artista.

O livro tem apoio do VIII Edital Das Artes de Fortaleza e reúne fotos do período de 2018 a 2020. A primeira edição da obra impressa tem tiragem inicial de mil exemplares e, assim como na versão digital, conta com textos também da curadora independente Ana Aline Furtado e da fotógrafa Joyce S. Vidal.

História por trás das imagens

A iniciativa começou em 21 de abril de 2018, durante o apagão que acometeu municípios das regiões Norte e Nordeste, quando Yuri saiu às ruas e realizou as primeiras fotografias da sua “quebrada”. Com a repercussão nas redes sociais, deu início ao projeto.

A produção do livro impresso aconteceu entre os meses de setembro e outubro do ano passado, por meio de um longo processo de conversas com a equipe. Esta foi a primeira experiência de Yuri como proponente em um edital de artes, com outras funções a cumprir “para além de ser artista”. Um desafio ainda maior, segundo o autor, pela necessidade de produzir durante a quarentena, um “tempo suspenso”. “O livro está aí, agora é fazer com que chegue ao maior número de pessoas”, projeta, acreditando também que a trajetória da obra começa, na verdade, com a sua impressão.

O artista tem passagem pelo Porto Iracema das Artes em diferentes formações. Em 2018, ele integrou o Percurso de Fotografia e também o Percurso de Câmera. Destacando a importância da Escola em sua formação, onde teve o primeiro contato com a fotografia autoral, ele a descreve como um relevante espaço para a conexão com outras (os) artistas.

Serrinha Luz e Cores

Sinopse

No dia 21 de abril de 2018, aconteceu um grande apagão que atingiu várias cidades nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Em meio à escuridão, saí de casa com minha câmera e um tripé e produzi a primeira fotografia da minha quebrada. Fiquei surpreso ao ver a repercussão nas redes sociais ao postar a foto. Percebendo essa potencialidade, dei início ao projeto Serrinha Luz e Cores com o intuito de elevar a autoestima das pessoas à minha volta através de uma nova perspectiva imagética.

  • A publicação pode ser acessada na plataforma online ISSU por meio deste link.

Sobre Yuri Juatama

Fotógrafo e produtor de audiovisual, iniciou sua trajetória em 2016, passou pelas principais instituições públicas de formação de Fortaleza e atualmente é aluno do curso de realização em audiovisual na Vila das Artes. Teve seu primeiro contato com o cinema em 2017, no Porto Iracema Das Artes. Até aqui participou de 9 curtas-metragens. Em 2018 passou a desenvolver ensaios fotográficos autorais e promoveu algumas exposições coletivas e individuais. Teve seu trabalho selecionado nos Festivais: Solar Foto Festival, Festival Noia, Curta O Gênero, Foto Kariri Festival, Festival de Fotografia do Sertão (QXAS), Festival de Fotografia de Paranapiacaba, Salão de Abril e Pequeno Encontro da Fotografia. Fez curadoria na ExpoFoto #quarentena (2020) e na FotoArte Galeria Virtual (2021). Além do fazer artístico, Yuri Juatama realiza um trabalho social de resgate histórico na sua comunidade.

Sobre Ana Aline Furtado

Nascida no sertão dos Inhamuns, região fronteiriça entre Piauí e Ceará, no Nordeste do Brasil, encontra em sua trajetória não-individual a matéria de seus possíveis. Artista imagiadora, curadora independente, educadora, advogada, realizadora e ativista da imaginação tem na luta por direitos e na educação popular o sustento para o pensamento curatorial e para os processos de formação. Mestra (não titulada por r.i.), pesquisa apesar da academia a descontinuação da lógica pacificadora através das imagens; integra a TERRA (coletiva); é diretora criativa da CASAMATA; articula os saberes do vivido no direito insurgente, na arte educação, nas artes visuais, no cinema, na produção.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há sete anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O quê: Yuri Juatama lança livro de fotografias sobre o bairro Serrinha no YouTube do Porto Iracema
Quando: terça-feira, 6 de abril, às 17h
Onde assistir e participar: Canal do YouTube do Porto Iracema das Artes

Serrinha Luz e Cores, de Yuri Juatama
Valor: 30,00
Contato para compra:
Whatsapp: (85) 98683-9099 ou pelo perfil https://instagram.com/serrinhaluzecores

Equipe de Assessoria de Comunicação do Porto Iracema das Artes | Texto: Pedro Victor Lacerda (estagiário) | Supervisão: Raphaelle Batista | Publicado em 30/03/2021