Laboratório de Cinema oferece bolsa para roteiristas nas modalidades Ceará, Nordeste e Nacional

O laboratório tem como tutores de roteiro importantes cineastas brasileiros, como Karim Aïnouz, Sérgio Machado, Nina Kopko e Armando Praça. Inscrições foram prorrogadas até 05 de abril.

O Laboratório de Cinema do Porto Iracema das Artes, escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, está com inscrições abertas para roteiristas de todo o País. Com seis vagas, quatro delas para modalidade Ceará, uma para Nordeste e outra para Nacional, os projetos de roteiros de longa-metragem podem ser submetidos, unicamente, pelo site da instituição. As inscrições iam originalmente até 19 de março e foram prorrogadas até 05 de abril (confira AQUI o novo cronograma). Além de consultoria com grandes nomes do cinema brasileiro, os selecionados receberão ajuda de custo que varia entre R$ 1.000,00 e R$ 1.800,00 durante sete meses.

Esta é a oitava edição do Laboratório de Cinema do Porto Iracema das Artes. Desde 2013, 79 roteiristas passaram pelo Laboratório e produziram 40 roteiros de longa-metragens de ficção, documentários ou híbridos. Hoje voltado para ficção, o Lab Cinema conta com os cineastas Karim Aïnouz, Sérgio Machado, Nina Kopko e Armando Praça como tutores.

Para além do processo formativo, o laboratório mantém parcerias com iniciativas importantes voltadas ao fomento do cinema brasileiro, como a Incubadora Paradiso de Roteiros, que nas duas últimas edições do Lab, 2018 e 2019, premiou os roteiros de “Campo Amor Rocha”, de Yuri Peixoto e Thaís Forte, e “Feito Pipa”, de André Araújo, com uma bolsa de desenvolvimento no valor total de 30 mil reais cada.

Confira AQUI o regulamento.
Em caso de dúvidas, entre em contato pelo e-mail: cena15.audiovisual@gmail.com

Histórias de sucesso
Algumas histórias surgidas no Laboratório de Cinema do Porto Iracema já ganharam as telas do cinema, encantando críticos e espectadores em festivais pelo mundo. Dois exemplos são o longa ficcional “Inferninho”, de Guto Parente e Pedro Diógenes, que coleciona mais de dez premiações nacionais e internacionais, assim como o curta-metragem documental “Abissal”, de Arthur Leite, ganhador do festival É tudo verdade.

Este ano, outro roteiro desenvolvido no Lab Cinema que virou filme inicia sua trajetória nas telonas: “Casa”, de Letícia Simões, participante da edição 2015, na modalidade Nordeste. Já Laís Araújo, que participou da mesma modalidade em 2018, se prepara para entrar no set de filmagens. No Lab Cinema, ela escreveu o roteiro de “Marina ou Enquanto dançávamos”, vencedor do edital estadual do Fundo Setorial Audiovisual em 2019, no valor de R$ 1,2 milhão.

Promessa da nova geração do cinema brasileiro, a roteirista mineira Juliana Antunes foi selecionada para o Laboratório de Cinema – modalidade Nacional em 2019, com o projeto “Bate e volta Copacabana”, que lhe rendeu o Prêmio Porto-Frapa, uma parceria da Escola com o Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre (Frapa). A diretora de Baronesa (Documentário, 2018), filme amplamente premiado em festivais nacionais e internacionais, também passou pelo BrLab – Laboratório de Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais, um dos maiores do País, onde ganhou dois prêmios com o novo projeto desenvolvido no Porto Iracema das Artes.

Sobre a Escola
O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

SERVIÇO
O que: Inscrições abertas para Laboratório de Cinema 2020
Quando: 11 de fevereiro a 05 de abril de 2020 (prorrogadas)
Confira AQUI o novo cronograma
Inscreva-se AQUI
GRATUITO

Assessoria de Comunicação | Porto Iracema das Artes

Publicado em 28/02/2020