Mostra Cenas do Confinamento – Leituras Dramáticas Virtuais celebra Dia Mundial do Teatro no Porto Iracema

“A verdade improvável”, com Ícaro Eloi e Luiza Nobel. Dirigido por Maria Vitória.

O projeto é um desdobramento do livro “Cenas do Confinamento”, organizado por André Carreira, Narciso Telles e Vanéssia Gomes, e reúne artistas de diversas partes do Brasil e de fora

O Dia Mundial do Teatro é 27 de março, mas no Porto Iracema das Artes a programação especial em alusão à data começa a partir do dia 22, próxima segunda-feira, com a Mostra Cenas do Confinamento – Leituras Dramáticas Virtuais. Composta por sete leituras dramáticas virtuais, sendo seis delas em vídeo e uma em formato de experiência em áudio, o evento reúne artistas de Fortaleza e de outras partes do País e do mundo, como Belo Horizonte (MG), Bogotá (COL), Buenos Aires (ARG), Cali (COL), Campinas (SP), Cusco (PER), Madrid (ES), São Paulo (SP), Santa Catarina e Uberlândia (MG).

Todos os vídeos serão exibidos através do canal do Porto Iracema no Vimeo a partir da data de lançamento de cada obra, permanecendo disponíveis até o domingo, 28 de março. Além das leituras, acontecerão lives em diversas redes sociais da Escola. Na abertura, dia 22, a partir das 19 horas, teremos os organizadores do livro e idealizadores do projeto numa conversa sobre o que motivou a publicação e seus desdobramentos no Instagram da Escola. Na quarta-feira, dia 24, teremos um bate-papo no Instagram a partir das 19 horas com a diretora, Maria Vitória, e o elenco de “A Verdade Improvável”, que apresentam a leitura no mesmo dia.

Prints de “Siete Momentos de Cualquier Manera”, com Camila Carreira, Beatriz Catani, Ana Correa, Vanéssia Gomes, Amalia Kassai, Angela Mourão. Direção de André Carreira e Narciso Telles.

Na sexta, dia 26, antes de “Nunca Mais Explodimos uma Bomba”, uma conversa com o diretor e membros do elenco acontece também no Instagram. Participam o professor Joel Monteiro, com seus alunes Bruna Richelly, Cláudia Moreira, Jean Moreira e Matheus Bizerra. Já no sábado, 27, Dia Mundial do Teatro, a live de encerramento no Youtube da Escola será a partir das 21 horas. O momento vai promover um encontro entre artistas que participaram das leituras, diretores e autores dos textos dramáticos. Conduzida por Levy Mota, terá participação de André Carreira (organização), Ângela Mourão (atriz), Euler Lopes Teles (autor), Guillermo Cacace (diretor).

O projeto é um desdobramento do livro “Cenas do Confinamento/Escenas del Confinamiento” (disponível AQUI), organizado por André Carreira, Narciso Telles e a cearense Vanéssia Gomes, lançado em outubro do ano passado. A obra convida o leitor a mergulhar em textos teatrais que revelam momentos e memórias de intimidade deste tempo de confinamento, demarcam uma posição crítica ao contexto político atual ou nos lançam na incerteza dos dias vindouros. Dessa forma, como classifica a sinopse do livro, é um documento de nossa experiência no momento de pandemia.

Alento em um momento tão difícil

Print de “Luna Vampira”, com Marco Antonio Caponi

Vanéssia Gomes, atriz e pesquisadora em teatro, revela que ao contrário do que se pode esperar, o projeto de leituras não é uma adaptação à pandemia, mas algo que surgiu devido à pandemia. ”Foi uma ação imediata, já em abril do ano passado. Foi uma possibilidade dentro daquele turbilhão inicial”, comenta. Compreender uma forma possível de lidar com a doença, não se resignar e ressignificar o contexto foram os disparadores para que o projeto nascesse. ”Pode-se dizer que é um alento. Mais do que um alento, é um estímulo”, resume Vanéssia. Ainda segundo Vanéssia, a Mostra no Porto Iracema é uma forma de movimentar a cena teatral no Ceará, ao mesmo tempo que integra artistas, pesquisadores e outros públicos de todo o Brasil.

Ícaro Eloi, ator, dramaturgo e professor, vai se apresentar junto à Luiza Nobel com o texto “A Verdade Improvável”, de Thiago Silva. Ambos passaram pelos percursos dos Cursos Básicos de Artes Cênicas do Porto Iracema. A leitura foi escolhida e dirigida por Maria Vitória, ex-professora do programa de realização da Escola, o Preamar. ”Um texto bem sensível, cheio de nuances, signos e possibilidades de interpretação, tanto por nós que atuamos nele, quanto pelo público”, considera Ícaro. Os três já haviam trabalhado juntos em outras ocasiões. Maria Vitória dirigiu a dupla em “Além Aquém Daqui”, peça que Ícaro escreveu na conclusão dos Cursos Básicos de 2017 no Porto Iracema.

Luiza e Ícaro consideram o projeto um desafio, principalmente por tudo ser feito de modo remoto em razão da Covid-19. ”A gravação foi em casa, pelo celular, com uma elaboração artística pontuada pela Maria Vitória, então, fico muito feliz”, celebra a multiartista Luiza Nobel. A direção, também online, foi uma experiência inédita para os artistas. Ainda conforme Ícaro, o público pode esperar um trabalho cheio de possibilidades. ”O Cenas do Confinamento é um documento necessário na literatura brasileira, já que registra um momento tão delicado e dolorido para nós brasileiros, tão sombrio para a história do nosso país, onde o negacionismo e a falta de preparo tem feito tantas vítimas”, conclui Eloi.

Leituras dramáticas em vídeo e áudio

Prints de “Pequena Coleção de Frases em Tempos de Fundos Pensamentos”, com Angela Mourão, Clara Angélica Contreras, Danyelli Oliveira, Guilherme Conrado. Direção de Narciso Telles.

Ao todo, serão sete leituras dramáticas virtuais, sendo seis delas em vídeo e uma em formato de experiência em áudio. Os textos refletem sobre este momento de confinamento a partir de epifanias do próprio cotidiano. Em ”A Verdade Improvável”, por exemplo, Luiza e Ícaro interpretam Ana e Téo. Ana é Luiza Nobel. Téo é Ícaro Eloi. Ou seria o contrário? Luiza é Ana. Ícaro é Téo? O que eles quatro (personagens e atores) estariam fazendo reclusos em um apartamento? Já em ‘‘Nunca mais explodimos uma bomba”, um cenário apocalíptico se apresenta. ”Um futuro distante, maquinal, higienizado, impossível, destruído. Não há esperança. Quase não há vida”, conta a sinopse.

Já em formato inédito, “Manual para Sobrevivir en una Jaula con la Puerta Abierta” é uma obra que convida o espectador a acompanhar um dia na vida da personagem através de áudios enviados via WhatsApp, em momentos específicos do dia que condizem com os momentos narrados. A obra é dirigida pelo argentino Guillermo Cacace e interpretada pela atriz trans colombiana Lorena Duarte Bedoya, com dramaturgia escrita pelo coletivo Cali Dramática (Colômbia).

O Manual é uma peça de áudio em fragmentos e terá sua exibição em dois dias (duas sessões). Para receber os fragmentos, você precisa acessar os grupos, disponíveis aqui: dia 23 e dia 25.

Confira a programação completa da Mostra:

Print de “Nunca Mais Explodimos uma Bomba!”, com Bruna Richelly, Cláudia Moreira, Jean Moreira e Matheus Bizerra. Direção de Joel Monteiro.

CENAS DO CONFINAMENTO – Leituras Dramáticas Virtuais

22/03 – SEGUNDA-FEIRA

  • “Siete Momentos de Cualquier Manera”

20h > Vimeo do Porto Iracema das Artes 
Vídeo em espanhol e português com legendas em português.

Ficha técnica:
Texto: Beatriz Catani
Direção: André Carreira e Narciso Telles
com Camila Carreira, Beatriz Catani, Ana Correa, Vanéssia Gomes, Amalia Kassai, Angela Mourão
Música: Dan Maia
Edição: Otten Severonoe e Jéssica Ribeiro

23/03 – TERÇA-FEIRA

  • “Manual para Sobrevivir en una Jaula con la Puerta Abierta”

Cinco fragmentos em áudio falados em espanhol, com texto de referência em português. Serão criados dois grupos de WhatsApp com ingresso via link para as exibições de Manual para Sobrevivir en una Jaula con la Puerta Abierta, um para cada dia. A obra acontece através de áudios enviados para os participantes, pelo grupo, ao longo de todo o dia: são cinco fragmentos, começando às 5h15 e encerrando às 23h45.

Entre no grupo do dia 23 e receba os áudios AQUI.

Ficha técnica:
Texto: Cali Dramática – Coletivo de investigação e criação dramatúrgica (Colômbia) – Paola A. Charria, Mayerly Soto, Lina M. Ramírez, Steven Buendía Damelines
Concepção e Direção: Guillermo Cacace, com a artista trans Lorena Duarte Bedoya (Colômbia)
Desenho sonoro: Francisco Castro Pizzo (Argentina)

  • “Pequena Coleção de Frases em Tempos de Fundos Pensamentos”

20h > Vimeo do Porto Iracema das Artes 

Ficha técnica:
Texto: Silvia Gomez
Direção: Narciso Telles
com Angela Mourão, Clara Angélica Contreras, Danyelli Oliveira, Guilherme Conrado
Apoio Técnico: Karina Silva
Edição: Jéssica Ribeiro
Músicas: Summer 78, de Yann Tiersen; Água e Vinho, de Egberto Gismonti e G.E. Carneiro; La Pava Congona, de Andrés Landero; Eu Quero é Botar Meu Bloco Na Rua, de Sérgio Sampaio; Travessia, de Milton Nascimento

Cena de “A Mulher na Janela”, com Isabel Craveiro. Direção de Marco Antonio Rodrigues e Zeca Rodrigues.

24/03 – QUARTA-FEIRA

  • “A Verdade Improvável”

20h > Vimeo do Porto Iracema das Artes 

Ficha técnica:
Texto: Thiago Silva (RS)
Direção: Maria Vitória
Com Ícaro Eloi e Luiza Nobel
Captação de imagens: Benia Almeida
Edição: NAVE – Núcleo de Audiovisual do Porto Iracema das Artes

25/03 – QUINTA-FEIRA

  • “Manual para Sobrevivir en una Jaula con la Puerta Abierta”

Cinco fragmentos em áudio falados em espanhol, com texto de referência em português. Serão criados dois grupos de WhatsApp com ingresso via link para as exibições de Manual para Sobrevivir en una Jaula con la Puerta Abierta, um para cada dia. A obra acontece através de áudios enviados para os participantes, pelo grupo, ao longo de todo o dia: são cinco fragmentos, começando às 5h15 e encerrando às 23h45.

Entre no grupo do dia 25 e receba os áudios AQUI.

  • “A Mulher na Janela”

20h > Vimeo do Porto Iracema das Artes 

Este curta foi gravado em Portugal, durante o período de confinamento, respeitando as regras de higiene e segurança definidas pela Direção Geral de Saúde.

Ficha técnica:
Texto: Brígida De Poli
Direção: Marco Antonio Rodrigues e Zeca Rodrigues
com Isabel Craveiro
Edição, montagem e mixagem de áudio: Zeca Rodrigues
Câmera e captação de áudio: João Santos
Realização: O Teatrão (Coimbra – Portugal) e Cênica Filmes (São Paulo)
Colaboração: Escola Superior de Artes Célia Helena

26/03 – SEXTA-FEIRA

  • “Nunca Mais Explodimos uma Bomba!”

20h > Vimeo do Porto Iracema das Artes 

Ficha técnica:
Texto: Euler Lopes Teles
Direção: Joel Monteiro
com Bruna Richelly, Cláudia Moreira, Jean Moreira e Matheus Bizerra
Edição: NAVE – Núcleo de Audiovisual do Porto Iracema das Artes
Agradecimentos: Max Uchoa e Maria Eduarda

27/03 – SÁBADO

  • “Luna Vampira”

20h > Vimeo do Porto Iracema das Artes 
Vídeo em espanhol com legendas em português

Ficha técnica:
Texto: Fabián Díaz
Atuação, direção e design audiovisual: Marco Antonio Caponi
Supervisão Artística: Guillermo Cacace

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

SERVIÇO

O quê: Mostra Cenas do Confinamento – Leituras Dramáticas Virtuais celebra Dia Mundial do Teatro no Porto Iracema
Quando: 22 a 27 de março de 2021
Onde: Redes do Porto Iracema das Artes
GRATUITO

  • LIVES:

22/03 – SEGUNDA-FEIRA
Live de abertura
Com André Carreira, Narciso Telles e Vanéssia Gomes. Mediação de Levy Mota, coordenador do Laboratório de Teatro do Porto Iracema das Artes.

19h > Instagram do Porto Iracema das Artes

24/03 – QUARTA-FEIRA
Live com equipe de “A Verdade Improvável”
Com Maria Vitória, Ícaro Eloi e Luiza Nobel. Mediação de Maíra Abreu, coordenadora dos Cursos Básicos de Artes Cênicas do Porto Iracema das Artes.

19h > Instagram do Porto Iracema das Artes

26/03 – SEXTA-FEIRA
Live com equipe de “Nunca Mais Explodimos uma Bomba!”
Com Joel Monteiro, Bruna Richelly, Cláudia Moreira, Jean Moreira e Matheus Bizerra. Mediação de Maíra Abreu, coordenadora dos Cursos Básicos de Artes Cênicas do Porto Iracema das Artes.

19h > Instagram do Porto Iracema das Artes

27/03 – SÁBADO – Dia Mundial do Teatro
Live de encerramento
Com André Carreira (organização), Ângela Mourão (atriz), Euler Lopes Teles (autor) e Guillermo Cacace (diretor). Mediação de Levy Mota, coordenador do Laboratório de Teatro do Porto Iracema das Artes.

21h > Instagram do Porto Iracema das Artes

Equipe de Assessoria de Comunicação do Porto Iracema das Artes | Texto: Gabriela Feitosa (estagiária) | Supervisão e edição: Raphaelle Batista | Publicado em 18/03/2021.